Você disse “Oi”, eu respondi. Você não tinha mais cigarros, eu ofereci. Você queria andar, corremos. Você queria beijar, eu também. Você tinha medo, eu não. Você tinha algo, eu não tinha ninguém. Você me beijou. Eu queria beijar, você não sabia mais. Eu queria correr, você fugiu. Eu tinha você, você não queria nada. Eu disse “Oi”, você disse “Adeus”. Eu tenho tantos cigarros, você nem fuma mais. Queria que você ligasse, você não ligou. Queria que você falasse, você se calou. Queria que o tempo passasse, você voou.
Esteban.  (via romanceavel)

(Source: opsally)

Chuva…
Que trouxe o frio
Que trouxe o desejo de você
Que trouxe a vontade de beijar tua boca
Que trouxe o amor
Continua chovendo
Que trouxe tudo menos você.

Você traz a lenha pro meu fogo acender

Bom dia

Bom dia

O mundo é um hospício.
—(via alinhou)

(Source: doces-psicoses)


Mas ninguém se incomodou em perguntar como eu me sentia.
—O Diário de Anne Frank.   (via viciado-no-amor)

(Source: promessasvazias)


Nasci no século errado. Queria ter nascido no tempo em que o romantismo era bonito, e principalmente quando o “eu te amo” era valorizado.
Incorpora   (via alentador)

(Source: incorpora)


E no meio de toda aquela brincadeira você me puxa pra perto e sussurra no meu ouvido: eu te amo
Palhaço  (via alinhou)

(Source: travessia-s)


Bastava olhar pra ele pra saber, que eu era dele.
© theme